terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Ficamos sozinhos


«[...] não compreendo esse medo de ficar sozinho [...] Ficamos sozinhos quando somos exigentes. [...] Ficamos sozinhos quando defendemos as nossas convicções. É um preço que estou disposto a pagar. E há, digamos, dez pessoas de quem gosto, dez pessoas sobre quem não me enganei, e dez pessoas é um mundo.
[…]» 
- Pedro Mexia, “Quarenta”, Expresso/Atual, 01-12-2012

10 comentários:

  1. Profundamente profundo este pensamento de Pedro Mexia...
    10 pessoas como amigos são uma população. Eu concordo e confirmo isso!

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  3. Épá, dar 10 presentes de Natal assim sem mais é que não está com nada. :)

    ResponderEliminar
  4. Estou com o Mexia e não abro!
    Como diz uma amiga de mamãe: só os siameses é que nascem juntos!

    ResponderEliminar
  5. Ficamos sozinhos, sim, porque temos a nossa história construída, o nosso espaço e o nosso tempo, os nossos tempos, de que não abdicamos e que não é fácil deixar invadir.
    Esse preço também consigo pagar.Preço alto seria diluir-me na vida de outrém.

    ResponderEliminar
  6. Ena tantas...O Mexia é esbanjador. Eu cá faço o mundo com os dedos de uma mão. Sou mais poupadinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ficas tão giro com rolos! :)))

      Eliminar
  7. quando li estas palavras pela primeira vez, pensei: ou muito exigentes ou muito intransigente? fiquei com isto na cabeça.

    ResponderEliminar