terça-feira, 4 de setembro de 2012

Opus Night

Queixaram-se junto de Laura que veio exercer branda censura.
- Persistes - disse, exibindo um sorriso algures entre a troça e a simples comiseração -, o enfeite, o aroma exótico, o sabor adocicado; depois não recorda mais e hoje acordou com dores no corpo. Foi Piña Colada?

11 comentários:

  1. Não seria goiabada? Pensei em marmelada mas com "aroma exótico"...

    ResponderEliminar
  2. Quem sabe um doce de leite. Condensado. Numa colher.

    ResponderEliminar
  3. A candidíase tem um sabor adocicado, mesmo exótico, e descolore os fios dos bigodes.Lembra muito a goiabada da Margarida, mas tem uma coloração levemente rosada numa moldura avermelhada de irritação das mucosas circunjacentes...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olho Vivo, não sei porquê mas essa candi a mim lembra-me sempre requeijão, sabor mais pro amargo, rosadita nunca vi, talvez depois de coçada, c'a coceira é braba...
      Como colariam a piña? Cola pra madeira?

      Eliminar
    2. Eish, Bren, onde isto já vai! Se eu fosse cavaleira tauromáquica corria com o meu cavalo atrás de vocês! :)))

      Eliminar
    3. Os desfechos por aqui são sempre tão imprevisíveis...Começa o Anão com a sua Piña Colada, segue o Olho Vivo alertando subtilmente para as DST e a Margarida já vai em cavalgadas e touradas..

      Eliminar
  4. Bren, que bom estares de volta! Já me tinha lembrado de ti! E, se não viesses, iria deixar aqui o meu recado.
    A seguir às cavalgadas douradas da Margarida, talvez, quem sabe, venha o rebolar o corpo na planície...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pronto, retiro a reivindicação que acabo de fazer algures por este Anão fora. Que bom estares de volta também!!!!
      Rebolar....hum....lembra-me croquetes, deve ser da fome.

      Eliminar
  5. E porque se falou em cavalgadas e em planícies, eu acrescento as searas e deixo-te, Bren, este desabafo:

    Não, a seara não pode ter caído ainda!
    Ainda não é tempo.
    Ainda agora a vi crescer até nos becos, em “viço.”
    Eu é que morri!
    Morri em grão, cantada pelo vento.
    E no pó que a chuva empurra dos telhados
    Brame a minha alma se a tenho ainda.


    16-04-2012

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Brame a minha alma se a tenho ainda". Benite, bem benite. Tu na má deixes figir essa magana dessa alma, óvistes ó seara cantada pelo vento!!

      Eliminar
  6. N, home, na havia nexessidadezzzz, óvistezze? Já na me bastavazzze ser searazzzze, quanto mais com ventozzze...

    ResponderEliminar