quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Um dia na vida de @oanaogigante no Twitter (Parte 2)


O Gaspar alegrou toda uma oposição inteira. Noto-os mais activos. Haja alguém que ainda tenha prazer.

 Com a crise fica mais fácil fazer compras. A minha cor favorita é nu. 



 Vou começar a preocupar-me quando eles taxarem a preguiça.

 "Tudo o que é demais não presta", excepto mamas, excepto mamas, excepto mamas, excepto mamas, excepto mamas, excepto mamas, excepto mamas.

 Em Portugal aumentou hoje, subitamente, o número de mães de familia com gravidez histérica. 

 Sinto-me tentado a confiar no António Sala e a seguir os conselhos do homem. 

 O Gaspar vai arrepender-se de não ter acabado de falar imediatamente antes do futebol.

 Este governo devia dedicar-se a fazer candeeiros e a ter ideias luminosas.

 Numa escala de um a mentiroso, quando fica o Passos Coelho careca?

 O Gaspar lembra-me um vampiro sub-alimentado. 

(continua)

6 comentários:

  1. É pá, ó Anão!
    Até logo, sim. Vou drunfar-me no Kompensan ou no Eno.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que nem com Gaviscon nos safamos.

      Eliminar
  2. Acho q'isto só vai lá com drogas duras, ó catano!

    ResponderEliminar
  3. Se andarmos todos ganzados nem notamos que o Gaspar está a exigir muito mais do que a troika indicou.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Paz e Amor, Margarida. Só me falta a flor na mona.

      Eliminar
  4. Eu não quero saber do Gaspar e, muito menos do Sala! Eu só quero dizer que esta "mixórdia" do anãozinho está espectacular! Adoro este tipo de escrita!

    ResponderEliminar