sexta-feira, 10 de julho de 2015

...


Penso em ti. Mas já não o digo.
— Marguerite Duras, Hiroshima, Mon Amour, 1959

2 comentários:

  1. Pensar nunca foi dizer, nem precisa disso. Mas dizer precisa do pensamento. É do pensamento que nasce tudo. O resto são flores.

    ResponderEliminar
  2. Também gosto de pensar! Só que, a maior parte das vezes, não dá certo! Esta Marguerite Duras é muito boa a pensar e a dizer!

    ResponderEliminar