domingo, 28 de setembro de 2014

La derrière n’est pas important



Brigitte Bardot, em Itália no ano de 1961, 
durante as filmagens de Vie Privée de Louis Malle.
Imagem de Patrick Morin/SIPA

11 comentários:

  1. Respostas
    1. C'est vrai, ma sœur.

      Eliminar
    2. Je suis pas d'accord! Comment veux tu connaître le cœur d'une personne sans voir tout leur angles?

      Eliminar
    3. Basta-me um, um ângulo, em que assuma a forma de coração. Mais ou menos assim.

      Eliminar
    4. deixo-te mais um, então :)

      http://daily-movement.com/wp-content/uploads/2014/02/emilie-david-bellemere-treats-magazine-issue-6-6.jpg

      Eliminar
    5. Caramba! Está vivo, sinto que pulsa por mim.

      Eliminar
    6. ahahahahahhaha! fico feliz (não precisas de lhe aplicar uma massagem cardíaca :)

      Eliminar
  2. J'avais oublié presque tout mon français.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dieu merci! Moi aussi. :)

      Eliminar
  3. Foi um prazer ler estes diálogos. Que saudades do meu francês que aprendi, em tempos, rigorosamente, mais até do que o inglês.
    Que estoiro de mulher, esta Brigitte Bardot!

    ResponderEliminar
  4. La "derrière de qualquer coisa é sempre importante! Segue-se a viragem! Do coração e de outras coisas. Acho eu!
    Ando a clicar, no facebook, nas tuas postagens sui generis, e venho aqui parar!

    ResponderEliminar