quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Temos céu e não voamos



Quem ela queria e quem ela teve, Graham Smith, South Bank, Middlesbrough, Grã-Bretanha, 1982

24 comentários:

  1. Vale muito mais um "pássaro" na mão que dois se drogando....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vale mais uma na mão que duas no soutien...

      Eliminar
  2. Ela queria um Elvis e teve um troll. O que ela não sabe é que o Elvis também era.

    ResponderEliminar
  3. O Elvis era um troll? E FALA-SE ASSIM DO REI, RAIOS??????

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha reis pra mim, como-os com frutos secos e frutas cristalizadas ("frutas fiscalizadas" como eu dizia quando era miúda)!

      Eliminar
    2. frutas fiscalizadas, coisa mais fofinha... :))))


      (és da ASAE, Maguigas?????)

      Eliminar
    3. eu não :) era apenas uma trapalhona, aprendia muitas palavras e depois baralhava tudo.

      Eliminar
    4. Ok, vou acreditar ;)

      (Maçonica também não és, que na lista não há Margaridas. Mas há Franciscos....ihihihihih)

      Eliminar
    5. aquilo é só para machos. pois há. de que loja és tu? :)

      Eliminar
    6. Deve ser da loja de 1,99 da Amassônica...

      Eliminar
  4. Queria o Elvis e saiu-lhe um Ringo Starr... nem teria sido assim tão má a troca.

    ResponderEliminar
  5. Também temos mar e vamos ao fundo.

    "We all live in a yellow submarine,( é mais as setas e o círculo, o resto é azul)
    yellow submarine, yellow submarine,
    We all live in a yellow submarine,
    yellow submarine, yellow submarine.

    And our friends are all aboard,
    Many more of them live next door,( lá isso é verdade)
    And the band begins to play." ( agora é que a festa vai começar, espero eu)

    ResponderEliminar
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  7. Eu costumo fazer cada voo... em pensamento.

    ResponderEliminar
  8. Bom dia, pessoal, já por aqui dei umas voltas e acho que está tudo bem. Pelo menos, parece-me! Para já, beijinhos! Lembrei-me de vocês!
    Quanto ao tópico, é verdade que temos céu e também é verdade que não voamos! Para que quero eu o céu se tenho pés?
    Já volto!

    ResponderEliminar
  9. Era mais para que quero eu as asas... Mas, enfim, o céu também serve! É tudo o mesmo! Mistura-se o céu com as asas e dá tudo um grande passarão para não dizer passarinha...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Voltastea!:) Beijinhos Isabel!

      Os passarões querem voar alto, nem que seja com asas alheias.

      Que voem alto, muito alto, com asas de cera.

      Eliminar
    2. Las cucarachas, estas repugnantes criaturinhas também de Deus, têm asas e às vezes voam.

      Eliminar
  10. Voar com as asas dos outros, Margarida? Houve quem te chamasse "Maguigas " e eu gostei muito. Tenho a sensação que " Maguigas" é alguém que se esconde nas dentro das suas próprias asas. Espiolha o corpo e, só depois, é que se põe no alto de um penhasco, como as gaivotas! Contempla e voa ao pôr-do-sol! Fazes isso. Margarida?
    Já tinha saudades destas nossas deambulações!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também. Deambulações, voos, gaivotas, cagadelas das ditas. Tenho sempre que meter umas tiradas de macho que estragam a feminilidade toda à coisa senão....Pois!

      Eliminar
  11. Faço voo interior, faço pois!


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também, mas logo a seguir arroto e coço os coisos.

      Eliminar
  12. Eu também, Margarida! E no dia em que isso não acontcer, morri!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E o enterro, está marcado para quando?

      Eliminar